Advertisement
'Fernando da Gata' é morto a tiros PDF Imprimir
18-01-2014

A vítima foi surpreendida pelo executor em um bar

Da Redação

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

Após quatro meses e nove dias de tranquilidade a cidade de Picos voltou a ser palco de um crime contra a vida. Um homem foi assassinado no interior de um bar. O homicídio com características de pistolagem aconteceu no Bar do Gingada, na Zuna Lino, bairro Malvinas, por volta das 21h30min, desta sexta-feira (17).

A vítima foi identificada como sendo o motorista, Francisco Fernando Morais Silva, de aproximadamente 45 anos, que era popularmente conhecido como ‘Fenando da Gata’. De acordo com a polícia militar, ele foi morto enquanto estava sentado em uma mesa na companhia de uma mulher. O crime foi cometido por um homem não identificado que usava um boné e já entrou atirando. Pelos menos três disparos de revólver calibre 38 atingiram a cabeça do motorista que teve morte instantânea. O corpo ficou caído sob um engradado de cerveja.

“Pelas informações que nos repassaram chegaram dois rapazes de moto. Ele estava sentado e a informação que nos chegaram foi que não houve barulho, discussão nem essas coisas, simplesmente ele estava sentado as pessoas chegaram e executaram a ação de eliminar ele”, informou o Subtenente, Djalma, do 4º Batalhão da Polícia Militar, frisando que um homem entrou no bar e a outro ficou esperando do lado de fora em uma motocicleta.

 


 

O Subtenente, Djalma, informou ainda que a polícia militar está atrás de uma mulher que acompanhava ‘Fernando da Gata’ no momento do crime. Ele salientou que a mesma chegou a ser atendida na emergência do Hospital Regional Justino Luz em estado de choque. Contudo, não foi feita ficha da paciente onde poderia constar o seu endereço.

Uma multidão de curiosos se dirigiu até o local do crime. Muitos parentes da vítima também compareceram a frente do bar. Uma irmã da vítima, identificada como Cristiane Morais Silva,  disse não saber o que motivou a morte do irmão. Ela lembrou que ‘Fenando da Gata’ era bastante trabalhador e tinha muita amizade na cidade de Picos. Ela frisou ainda desconhecer se o mesmo sofria algum tipo de ameaça.

“Ela não andava reclamando de nada. Pelo contrário ele tinha muito era amizade. E eu não dizer mais nada porque a vida dele era muito corrida. Ele trabalhava muito e eu também aí eu via ele pouco. A gente conversava só coisa de irmão para irmão, nada que eu possa falar”, ressaltou Cristiane Morais.

O corpo motorista permaneceu no local do crime por quase duas horas. Nesse período apenas um agente da polícia civil compareceu no bar. A cena foi preservada por vários policiais militares. Pouco mais de uma hora e meia depois do assassinato o delegado do 1º Distrito Policial, Divalnilson Sena, e uma equipe da civil chegou no estabelecimento. Ele justificou que a demora se deu por conta de ter ido atender uma ocorrência no município de Bocaina onde foi encontrado um corpo. O corpo só foi retirado do local por volta das 23h25min.

Esse assassinato de ‘Fernando da Gata’ foi o primeiro registrado no município de Picos no ano de 2014.

 
< Anterior   Seguinte >

Advertisement


Publicidade
Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

 
   

Administração-Cleiton Silva
cleiton@rodeadornews.com.br
Tel.: (89) 9978-7967
Redação-João Paulo
redacao@rodeadornews.com.br
Tel.:(89) 9414-2077
Desenvolvimento-Gledson Informática
gledson@rodeadornews.com.br

Adobe Flash Player